publicidade

Consolidação de créditos vs empréstimos pessoais

Está pensando o que é que a consolidação de créditos eempréstimos pessoais têm em comum? Bem, normalmente as pessoas que optam porempréstimos pessoais não estão muito longe daqueles que estão actualmente a estudar a consolidação de créditos como um esforço para reduzir os altos juros da dívida mensal. Vivemos num país onde o crédito é relativamente fácil, sobretudo com a vinda dos créditos rápidos. Na verdade a maioria das pessoas irão receber (ou já receberam) uma carta de uma financeira de crédito, oferecendo-lhe tudo e mais alguma coisa, cheio de vantagens para si, mas os detalhes importantes (aqueles que vêm em letras pequeninas), a maioria das pessoas nunca os lê por falta de tempo ou porque não sabe a sua importância.

Este artigo não pretende por a consolidação de créditos e empréstimos pessoais como o bem contra o mal. Destina-se sim, a ajuda-lo a entender porque as pessoas escolhem uma dessas duas alternativas.

Definindo Consolidação de créditos

O que é exactamente a consolidação de créditos? Consolidação de créditos é o processo de juntar todas as dívidas com o objectivo de reduzir a taxa de juro. Afinal, quem precisa de consolidação de créditos? Se está a pagar juros mensais muito elevados, especialmente em dívidas de cartões de crédito, é provável que a consolidação de créditos seja extremamente atraente. Por outro lado, sendo o que acontece na maioria dos casos, as pessoas simplesmente não podem suportar o actual pagamento mensal.

 

Definindo Empréstimos Pessoais

Pessoas que recorrem a empréstimos pessoais são aqueles que estão numa situação difícil e precisam de dinheiro rápido. Contudo, osempréstimos pessoais têm taxas de juros altas e têm de ser bem estudados antes de assinar um contrato com qualquer financeira deempréstimos pessoais. Não me interpretem mal, sou a favor da sua existência, porque existe pessoas a precisar dos empréstimos pessoaispara fazer frente às suas despesas.

publicidade

 

Analisando Consolidação de créditos e Empréstimos Pessoais

Quem está a tentar abater dívida deve saber que qualquer opção que encontre levará a um esforço para conseguir executar o planeado. Claro que existe diferenças entre ambas estas soluções mas a grande questão está em si. Quer desfazer-se rápido das dívidas com altas taxas de juro ou prefere pagar com mais calma não afectando a sua qualidade de vida?

Um bom programa de consolidação de créditos irá ajuda-lo a cumprir essa meta rapidamente (curto/médio prazo), no entanto, irá ter que repensar a sua vida (em termos financeiros). Terá que começar a poupar, principalmente em actividades que são dispensáveis. Por exemplo, se gosta de jantar uma vez por semana num restaurante relativamente caro mas que tem o seu prato favorito, talvez irá ter de reduzir para uma ou duas vezes por mês.

Ao recorrer a empréstimos pessoais irá usufruir de dinheiro para poder pagar a dívida que quer abater mas tem a desvantagem de que cria um novo crédito. Normalmente que opta por empréstimos pessoais não quer diminuir a sua qualidade de vida (vantagem em relação à consolidação de créditos) mas terá um empréstimo pessoal para pagar durante algum tempo (desvantagem em relação à consolidação de créditos).

 

Devo Optar por Consolidação de Créditos ou Empréstimos Pessoais?

A esta pergunta só você poderá responder. Analise a sua vida, o esforço financeiro que está disposto a fazer, em quanto tempo quer desfazer-se da dívida, entre outras coisas.

O importante é que no futuro fique satisfeito com a opção que escolheu, quer tenha sido consolidação de créditos ou empréstimos pessoais.

publicidade

Write A Comment